Republica Portuguesa Consulado Honorário de Portugal
P O Box 201 080, Auckland 2150, New Zealand • 20 Verissimo Drive, Mangere [Map]
Tel (09) 255 2569 • Email daniel@silva.co.nz

O Consulado Honorário funciona em regime de voluntariado (sem remuneração ou ajudas de custo) e existe principalmente para servir a comunidade portuguesa da Nova Zelândia.
The Honorary Consulate is a voluntary post (not funded), that exists principally to assist the Portuguese community of New Zealand.

O equipamento de recolha de dados biométricos para passaportes não está em funcionamento em Auckland. Logo que seja possível voltar a renovar passaportes, isso será anunciado neste site. Até lá, a alternativa é fazer o requerimento no Consulado mais próximo, em Sidney. Informação encontra-se nesta página. Em casos de emergência justificados, pode também requerer ao Consulado-geral em Sidney a emissão de um passaporte temporário.

The biometric data collection equipment for passports is not currently functioning in Auckland. As soon as it becomes possible to renew passports again, that will be advertised in this website. Until then, the alternative is to apply to the nearest Consulate, which is in Sydney. Information is on this page. In cases of justified emergency, you can also apply to the Consulate General in Sydney for a temporary passport.

Português   English  
Início   Home
B. Identidade   ID Cards
Passaportes   Passports
Nacionalidade   Nationality
Registo Criminal   Police Clearance
Vistos   Visas
Procurações   Power of Attorney
Recenseamento   Voter Enrolment
Emigração   Migration to NZ
EMIGRAÇÃO

Pessoas que tencionam emigrar para a Nova Zelândia devem consultar o folheto informativo Trabalhar no Estrangeiro da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, www.secomunidades.pt.

Portadores de passaportes portugueses têm direito a entrar na Nova Zelândia como turistas e permanecer, sem visto, por um período de 90 dias. Para permanecer mais tempo ou para estudar ou trabalhar, precisam de obter um visto. Não é permitido, por lei, às empresas da Nova Zelândia oferecer emprego a estrangeiros sem visto de trabalho

Não é aconselhável entrar como turista com a intenção de procurar trabalho durante a estadia. Se o agente de imigração tiver fundamentos para suspeitar que um passageiro tenciona trabalhar, pode-lhe recusar a entrada.

Toda a informação sobre vistos e respetivo requerimento encontram-se em www.immigration.govt.nz, sem ser necessária a comparência na embaixada da Nova Zelândia.

Geralmente, não é necessário empregar consultores de imigração, mas se os requerentes o desejarem, devem assegurar-se que o consultor é autorizado para esse fim. O Cônsul Honorário não é um consultor autorizado e por isso não lhe é permitido por lei aconselhar requerentes. Uma lista de consultores de imigração encontra-se em http://yellow.co.nz/yellow+pages/Immigration+Consultants.

A comunidade portuguesa na Nova Zelândia é relativamente pequena. A maioria reside em Auckland. Não existem escolas, igrejas ou restaurantes portugueses. As comunidades portuguesas mais próximas estão em Sidney e Melbourne (a quatro horas de avião).

Para procurar trabalho, sugere-se www.seek.co.nz. Para verificar preços de habitação e de mercadorias, sugere-se www.trademe.co.nz e www.nzherald.co.nz. Para informação geral, sugere-se www.newzealandnow.govt.nz.

As habilitações académicas portuguesas não são geralmente reconhecidas automaticamente. Por exemplo, médicos, arquitetos e advogados não podem exercer as suas profissões até obterem equivalências de uma universidade neozelandesa.